2º Festival Cobertor de Orelha arrecada mais de uma tonelada de alimentos e 1.000 itens de higiene

As atrações do 2º Festival Cobertor de Orelha, que esquentaram as noites e tardes de inverno de Atibaia, durante três finais de semana do mês de agosto, terminaram no último dia 23. No entanto, a corrente de solidariedade do festival alternativo da Incubadora de Artistas ainda promete se estender e alcançar muitas pessoas. Além de promover a disseminação da cultura através de ações variadas, a associação tem como um dos objetivos a contrapartida social. Sob esse enfoque, todos os ingressos para assistir aos shows musicais do evento foram trocados por alimentos e itens de higiene pessoal. Como consequência do sucesso absoluto de público do festival, foram arrecadados mais de 1.000 itens de higiene e uma tonelada de alimentos.

 


Alimentos doados ao Centro de Convivência
Dra. Suely Therezinha de Freitas

 

Na semana passada, um dos diretores da associação, Vitor Carvalho, foi ao Centro de Convivência Dra. Suely Therezinha de Freitas, localizado na Avenida Jerônimo de Camargo, fazer a entrega de todos os mantimentos. A entidade que recebeu a doação distribui cestas básicas e oferece refeições diárias, banho e corte de cabelo para pessoas em situação de vulnerabilidade social.

 


Itens de higiene doados ao Centro de Convivência
Dra. Suely Therezinha de Freitas

 

Terezinha Pires de Morais Freitas, a Dona Terezinha, é a fundadora do Centro que recebe o nome de sua filha. O projeto, que atende até 100 pessoas diariamente, vive de doações e da generosidade de voluntários. A história emocionante de Dona Terezinha é contada no livro Gente de Atibaia e pode ser lida na internet, no link issuu.com/genteatibaia/docs/terezinha .

 


Alimentos doados ao Centro de Convivência
Dra. Suely Therezinha de Freitas

 

A ajuda ao Centro foi possível graças a todas as pessoas que prestigiaram as atrações e doaram os mantimentos, além dos artistas que se apresentaram nos 9 dias do festival.  Outras entidades assistenciais e ONGs da cidade que não recebem verbas públicas e querem receber repasse de doações como essa, podem se cadastrar através do e-mail  contato@incubadoradeartistas.com.br.

 

“A Gosto do Cachorro Louco”

 

Além de servir como uma ponte entre a população e as associações que oferecem auxílio aos mais carentes, a Incubadora de Artistas também quer alimentar a alma dos moradores e visitantes de Atibaia e região. O feriado está chegando e quem pretende ficar na cidade tem uma ótima opção de entretenimento cultural: a exposição “A Gosto do Cachorro Louco”, que reúne 17 artistas, prometendo aos espectadores uma imersão no universo da arte urbana.  "A ideia da exposição "A Gosto do Cachorro Louco" é tentar trazer para dentro da galeria o que os artistas estão fazendo na rua, a street art. A gente fez o caminho inverso, fizemos o convite para 17 artistas da cidade, do cenário paulistano e do Brasil, e conseguimos reunir pessoas muito interessantes. Cada grupo tomou conta de uma sala, fizeram uma curadoria coletiva, em uma experiência muito legal que até se expandiu para a rua, na Praça da Matriz. A sinergia pode ser conferida aqui na Incubadora de Artistas", conta o diretor Vitor Carvalho.

 


Alexandre Beraldo

 

Participam da mostra coletiva Alexandre Beraldo, Alma, Catharina Suleiman, Celso Gitahy, Conrado Zanotto, Dread, Leo Piccoli, Nem, Nick Alive, Ozi, Paulo Ito, Siss, Sonec, Tikka Meszaros, Uncle Dunha, Will Art e William Mophos.

 


Exposição "A Gosto do Cachorro Louco"

 

Ozi, um dos pioneiros da arte do grafite no Brasil, fala sobre a importância de projetos como esse, que unem gerações diferentes de artistas. "Essa troca de experiência entre os mais novos e os mais velhos, ou os que têm um pouco mais de tempo no processo, é muito importante para o trabalho que a gente desenvolve. Para quem está um pouco deslocado de um grande centro, como São Paulo, onde acontece muita coisa, é sempre importante a gente estar vindo compartilhar essas informações e se conhecer. Acho que o mais legal é isso, se conhecer, saber o que o cara faz, como ele faz".

 


Ozi

 

“A Gosto do Cachorro Louco” segue até 31 de outubro, na sede da Incubadora de Artistas, localizada na Praça da Matriz, 78 – Centro – Atibaia, de quarta a sexta-feira, das 13 às 19 horas; sábados, domingos e feriados, das 15 às 20 horas.

 


Exposição "A Gosto do Cachorro Louco"

 

Outras informações:
Email: contato@incubadoradeartistas.com.br
Facebook: www.facebook.com/INCUBADORAdeARTISTASbrasil
Fone: (11) 2427-5345