Artistas

Paulo

ITO

Paulo Ito

O grafite de Paulo Ito não é uma arte do tipo inofensiva. O artista de rua ficou internacionalmente famoso após ter feito um trabalho com duras críticas à Fifa durante a Copa do Mundo no Brasil. Na obra, um menino chora de fome ao se deparar com um prato que não tem comida, mas sim uma bola de futebol.

 

Nas ruas da cidade de São Paulo, em especial na zona oeste, os desenhos de Ito instigam o público a pensar sobre questões como ruralismo, exploração capitalista e turismo sexual. Os desenhos não estão lá somente para colorir os muros, mas para representar uma luta. Eles são denúncias que despertam uma atenção mais crítica sobre os problemas sociais.

 

Em 2015, Paulo Ito participou da exposição "A Gosto do Cachorro Louco", da Incubadora de Artistas, que levou um pouco do universo da street art para dentro da galeria.

 

Em 2016, foi selecionado pelo 3º Ocupa Atibaia, edital de fomento à arte de rua da Incubadora de Artistas. Na ocasião, pintou o mural "Foi Ele", no Boulevard Takao Ono. A obra leva o expectador a refletir sobre a ética na política (ou a falta dela). Ito afirma que "apenas reproduz de forma caricata aquilo que vê, tentando tornar explícitos os absurdos na gestão pública do Brasil". Segundo o artista, o trabalho foi primeiramente pensado para fazer parte da Bienal de Moscou mas, como fugia do tema, o projeto foi guardado. Ao ter a oportunidade de fazer um mural em Atibaia, ele achou que seria interessante retomar o antigo projeto, já que a cidade teve seu nome envolvido em várias denúncias de corrupção ao longo do ano.

 

Site do artista: www.flickr.com/photos/pauloito/

 

Paulo Ito no 3º Ocupa Atibaia:

 

 

Exposição A Gosto do Cachorro Louco: