Artistas

Dani

SPADOTTO

Dani Spadotto

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Mackenzie e com curso em Urban Housing and Environmental Design pela University of Manitoba. Em seus trabalhos, o erotismo e o acaso, a identidade e o urbanismo são temas recorrentes.

 

Participou das residências INsideOUT, coordenada por Curatoria Forense e Paula Borghi [2011], e Jardim Equatorial, coordenada por Thelma Bonavita [2012].

 

Participou do XX Salão de Arte de Atibaia[2011], quando foi contemplada com o prêmio aquisição. Em 2012 foi convidada do 43º Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba; Em 2014, participou da Mostra: “É fluido, mas é legível...” na Oficina Cultural Oswald de Andrade, do Lambe na Laje, na Red Bull Station e é curadora do projeto #CineCanteiro.

 

Recebeu o Prêmio Rino Levi de Arquitetura em 2005, na equipe de Marcelo Suzuki, Menção Honrosa com o projeto de Transformação Urbanístico-Arquitetônica para o centro de Sumaré, em 2002 e foi convidada a participar do XIX CLEFA - Habitação massiva/popular com o projeto contemplado pelo Prêmio Opera Prima 2001, Núcleo de Cidadania e Habitação em Parque Novo Santo Amaro V.

 

Em 2015, foi uma das selecionadas do 2º Ocupa Atibaia, edital da Incubadora de Artistas de fomento à arte de rua, com o projeto "Caçamba-Ritual".

 

A instalação urbana “Caçamba-Ritual” foi montada no terreno da caixa d'água, na Rua Juvenal Correia Aguirre, no bairro Jardm Cerejeiras, periferia de Atibaia. O projeto apresentou a proposta inusitada de levar às pessoas a oportunidade de tomar um banho refrescante em uma caçamba de entulho estilizada, com direito a deck, boias e sorvete de graça.

 

2º Ocupa Atibaia - Dani Spadotto - Caçamba Ritual: